quinta-feira, 19 de março de 2009

Barry McGee

As imagens do artista Barry McGee preenchiam as ruas de São Francisco na década de 80, mas apartir do final da década de 90 o seu trabalho urbano tem ocupado o espaço das galerias de arte.

palheta de cores

Influências? O seu Press-release fala de graffiti dos anos 70 e 80, muralismo mexicano e poesia beatnik.
Eu acrescentaria Op-art (desenhos geométricos e contrastes simultâneos), e Rauschenberg e seus 'combine-paitings'.
As suas instalações e pinturas me trazem idéia de precariedade, de efêmero... Provavelmente por retratar esta sociedade que vive a margem, com seus simbolos e signos próprios. É uma subcultura marcada pela decadência (me parece que aqui um 'q' de maximalismo, e desta vez ligado a representação de classe "inferior", "sem cultura").

Mais sobre Barry Mcgee? Dê uma olhada no site da Deitch Gallery

***
As fotos das suas instalações me remeteram imediatamente a série de quadros do pintor belga David Teniers, do Século 17, que retrata a galeria de quadros do Arquiduque Leopold Wilhelm...
... e depois me lembrou muito a sala de ex-votos de Aparecida do Norte. Provavelmente pela 'acumulação'.
(mais fotos de ex-votos? veja estas da Isabelle Guereiro)

Um comentário:

XTrobo disse...

Uaaau, que concisão.
Não conhecia o McGee!
Adorei de um tanto!!!
A montagem dos quadros no canto é demais!!!
E as relações com o século XVII e com os ex-votos foram perfeitas!